Ser Primeiro Pra Você

Não há do que ter medo. Mesmo que em situações onde o Sol se esconde dentre nuvens ou quando versos são obrigados a se apagar… Independente disso Palavras sempre adotarão Liberdade para poder mostrar ao próximo que seja junto ou separado… Capítulos, folhas e sinfonia compõe um Sagrado Livro!

COMO SE FOSSE O PRIMEIRO

Nos semblantes de uma suave aurora, posso sentir e ver fios de luzes incandescentes a se espalhar e a iluminar um olhar futuro. No compasso cauteloso de uma nobre construção, engenhos passam por palavras e elas de supremos versos em obras concretas da vida.

Sede de viver é ter a calma no instante em que mais se tem desespero… Adquiri-la será questão em que você imponha ao tempo os breves intervalos dos conhecimentos, intensos, densos e claros. Seus objetivos deverão soar alto e forte para que fique mais intensa que a claridade e a compreensão.

O dia não nasce e muito menos adormece no acaso para ser passante das horas que caminham lentas ou rapidamente. Ele nasce para acrescer em você motivos, detalhes, visões, sentidos, sentimentos, pensamentos, vocabulários e convívio para com as demais pessoas ou objetos que estiverem ao seu redor.

Assim como o dia quando se retira e a noite impera, esta vem com o mesmo intuito de refletir, repousar, sonhar e somar ao longo de tudo, a sabedoria do que somos hoje e do que seremos no amanhã, melhores. O dia amanhece, o semblante é igual para muitos menos para mim. Hoje, ele é semelhante,

pois feito escada, consegui subir um degrau do que fui ontem ou a minutos atrás. O sol resplandece para todos e juntamente com ele as oportunidades de crescimento. Crescimento não de poder aquisitivo, mas sim, de condutas percepções, domínio de atividades e superação de dificuldades. Somos e seremos eternos servos de Deus, pois NELE a sede nunca cessará tendo em pauta que ELE é a Fonte e, nós estamos firmando pegadas em uma eterna estrada de aprendizado.

Aceite, entenda, compreenda, entregue e aguarde na fé que suas notas das matérias passadas virão como “prêmios” por mérito da vitória diária. Faça do seu primeiro suspiro, como se fosse o último e do último como se fosse o primeiro de muitos que irão palpitar em teu peito aberto. Olhe atentamente antes de tudo novamente. Mergulhe na noite como se fosse dia. No dia seguinte, um dia qualquer, faça o verso dessa poesia… Entenderá que esta só será o reflexo do teu melhor trabalho como vivente, passante, passageiro e operário da vida para ser um ser humano melhor.

Compartilhar artigo: