Nossa Ilha

Acordamos sempre felizes pois, assim já somos vivos e não estamos apenas. Logo, o Sol nasceu e irradiou luz dentre ventos das janelas e nós?! … Certamente a sorrir!.

“Há imensidão de dunas desconhecidas pelos passos nossos, às pegadas confundiam direções de tantos mensageiros que por ali já passaram deixando tuas marcas, palavras, a tua era…                       É inimaginável tamanhas realidades tão distintas passarem pelos mesmos túneis. Aceitamos o que já aprendemos, todavia, temos dificuldades de aceitar o estranho, a tão estimada mudança. Mas, somos tão voláteis e tão vulneráveis que a mudança de cenário acontece e nem sequer percebemos que a cortina se fechou e um novo palco se abriu. Subimos em rochas, descemos por pedras e não percebemos que esse trajeto também é um desafio, uma quebra de preconceitos, uma superação àquilo que é nosso por direito.” 

Compartilhar artigo: