Um Livro de Saudades

Em meio a tudo que estamos passando ora desespero nos olhos de alguns, noutras risos na face daqueles que param para refletir… Porém de forma ampla é tempo de união… Um olhar para o outro e estender a mão. Tenhamos Fé e deixemos tudo nas mão DELE que sempre guia nossos!

Um Livro de Saudades

“Em meio às arestas deste meu peito apertado, ainda mais dolorido fica ao ver que no momento só pode te ter através das fotos de um porta retrato. No instante meu coração não percebeu, mas, as lágrimas dos olhos já escorriam. Palavras em cartas tuas pululavam em meus lábios, ao ler cuidadosamente recordando da sonoridade de tua voz. Já faz algum tempo que nossos olhares não se fazem nitidez, que nossos abraços não se entrelaçam. Queria pelo menos poder te ver nem que fosse a meus sonhos. Pois, não sei onde você mora e quantos passos seriam necessários para suprir a distância. O tempo e teus sinais são valiosos. Por muitas vezes desconhecia desvalorizava seus sentidos. Só pude perceber seu valor quando enclausurado fui obrigado ficar. Sem escolha, porém sem algemas. Não se trata de um cárcere, mas sim, oportunidades de reflexão a muitas mudanças ao amanhã. Eis que desengavetei memórias nossas que pensei que o papel esbranquiçado daria conta de tampar. Porém, quando um momento vivido é cultivado com carinho pode passar anos que jamais será desfeito. Naquele momento descumpri minhas regras impostas há tempos de nunca mais ler tuas lembranças. Apenas ver tua face registrada em lugares nossos rascunhadas em retratos. Posso não conseguir vê-la nos intervalos mais precisos de meu caminhar, porém, ainda posso escutar tua voz a me consolar na esperança…”

Compartilhar artigo: